Colete salva vidas, como escolher o melhor modelo ?

Colete salva vidas, como escolher o melhor modelo ?
Compartilhe este artigo:

Fala Galera Blz?

Pensou em sair pra navegar, tem que por o colete, ele é item indispensável e obrigatório por lei, mas principalmente, até mesmo pelo nome, ele pode SALVAR A SUA VIDA, ou a de quem estiver com você.

Chamado também de DFP, dispositivo de flutuação pessoal, os coletes podem ser de nylon ou neoprene, os de neoprene são mais modernos e tem função isotérmica, o que pode ser fator relevante pras aguas frias, eles são mais confortáveis e tem um custo mais elevado do que os de nylon, quanto a segurança ambos os tipos são igualmente seguros se produzidos e homologados pela Marinha do Brasil.

Muitos possuem cores chamativas que são propositais para serem identificados em longa distância, devem estar sempre ajustados ao corpo e ser escolhido de acordo com a categoria, existem cinco categorias de salva-vidas, para uso em Jetski utilizamos o de Classe V, para demais atividades veja em quais se enquadram:

Classe I: colete para mar aberto nacional ou internacional, fabricado com  material rígido e resistente. Sua fabricação deve seguir os requisitos SOLAS – Convenção Internacional para Salvaguarda da Vida Humana no Mar. Além disso, possui um colar, o que significa que não deixa que uma pessoa inconsciente fique com a face voltada para a água.

Classe II: colete para navegação costeira, mais leve que a classe I, porém igualmente resistente. Sua fabricação deve seguir as normas da classe anterior e deve ser utilizado em águas calmas, em que certamente ocorrerá um resgate rápido. Podem ser inflados pela própria pessoa, depois de colocado.

Classe III: é ainda mais leve que o colete da classe II. Indicado para navegação interior, atividades desportivas ou de lazer, como pescaria e canoagem, sendo mais confortável que os já citados.

Classe IV: Podem ser tanto coletes como boias de salvatagem. Deve ser utilizado por pessoas que possam cair acidentalmente na água, mas que o resgate seja rápido, como os trabalhadores de borda da embarcação ou suspensos por pranchas.

Classe V: são dispositivos especiais para atividades esportivas de alta velocidade como: jetski, banana-boat, rafting, boia cross, wakeboard, esqui aquático, windsurf, parasail entre outros. Cada atividade tem um modelo apropriado e costumam ser mais versáteis, podendo parecer com regatas e camisetas.

Caso tenha algo importante que não mencionei por favor escreva no campo de comentários que incluiremos no post.

jetclube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *